quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Boa Noite Cinderela???? Apenas por uma noite...

Essa foi a impressão que tive.
No ultimo post falei da maravilha do Michel Teló que fez o guri dormir a noite inteirinha (e a mamãe aqui tambem).
Pois bem, durou apenas uma noite. Agora tenho de aturar o Michel Teló, pois esse o Guri não larga e os tumultos noturnos voltaram com força total. Será que deram um boa noite Cinderela pro Gui e eu não vi????

A verdade é que acho que estamos entrando novamente numa crise de rinite... Nariz entupido, pouquissima ou nenhuma qualidade de sono e mamãe fantasiada de urso panda no outro dia de manhã (viva o corretivo, primer e base minha gente).

Esperando esse findi passar por causa do aniversario dele, já marquei consulta pra próxima semana, quero uma solução pras crises, um tratamento, quem sabe homeopatia, sei lá.... se alguem tiver alguma idéia...
Só não quero mais dar um remedinho, a crise passa e pouco mais de um mês está de volta.
Eu sou uma pessoa extremamente alergica e acho que nesse ponto, minha genética pode ajudar, mas vamos conversar com o pediatra dele e ver o que pode e o que não pode ser feito...

Por hoje é isso e como ainda faltam 5 minutos pra eu começar a trabalhar, vou indo beber meu balde de café preto pra máquina ligar no tranco... Afinal hj é fechamento de mês né galera.

Beijos e bons sonhos pra quem dorme, aiaiaiai...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A primeira noite no berço...

Não, isso não é post contando histórias passadas não. Aconteceu conosco esta noite. E tenho de confessar que levei um choque quando o relogio despertou e me dei por conta que o Gui não estava na minha cama.

O Guilherme dormiu em seu berço quando bem bebezinho. Dormia relativamente bem (eu que me descabelava por ele acordar de duas em duas horas pra mamar), então veio o período das cólicas por volta de 3 meses e no auge do cansaço, o trouxemos pra nossa cama, depois pra cima de nós, um caos... E assim ficou nossas noites insones.
Me acomodei, ele dormia melhor assim (e a gente também), e foi ficando. Nas últimas noites, eu o fazia dormir em nossa cama, o passava para o berço e quando ele chorava por mamadeira, eu o trazia de volta pra cama e por ali ele ficava, por comodismo mesmo. Errado, eu sei, mas depois de tanto tempo sem dormir, acabamos cedendo.
Então ontem (domingo) fomos almoçar na minha mãe, e a Dinda Carla inventou de dar o celular dela com a música do Michel Telo pra ele... Foi o auge da safadesa desse guri. Rebolava, dançava e se contorcia igual uma minhoquinha... Posto o video aqui pra vcs verem. Perdoem a qualidade das imagens, mas na pressa de filmar a fofurice foi com o celular mesmo.


video

E assim foi a tarde toda. Cada vez que a música terminava, vinha ele correndo e pedindo pra colocar a dita da música de novo.
Então chegamos em casa a noite, dei a janta, um bom banho com papai, e perto das 10 da noite, berço para os três...
Coloquei ele no berço, me virei pro lado e ferrei no sono... Hoje pela manhã quando o relogio despertou, e me virei com cuidado pra não bater no Gui, deu aquele frio na barriga... o Gui não estava na cama....E isso era fora do comum.
Olhei pro lado e ele tava quietinho no berço, ainda pensei em febre... mão na testa "gelado"... Será que tá respirando???? Mãe é boba mesmo!!!
Nem a mamadeira da madrugada ele reclamou...
Peguei a roupa e me fui pro banho. Quando voltei pro quarto, o Ale já havia posto ele na nossa cama e estava dando a mamadeira, os dois meio que dormindo ainda. Mas foi muito bom dormir uma noite inteirinha novamente... Agora cochicha que as mamadas noturnas acabaram, pois ainda é muito cedo pra comemorar... Será que foi o Santo do Michel Teló??? To até começando a gostar dessa música. 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Foi um rio que passou em minha vida....

O nosso carnaval foi uma tentativa de desconectar de tudo, renovar as baterias e turbinar as forças para terminar os preparativos do aniver do Pitoco. E para o levarmos a Praia, já que neste ano, não fomos nenhuma vezinha se quer.
Então na sexta feira pegamos a Free Way lotada e fomos ao sitio do vovô em Terra de Areia do ladinho da praia.
Chegamos lá por volta das 8 da noite e como não tinha dado janta ao Gui, resolvi fazer um miojo para ele. Ele comeu bem, o papai comeu o resto e eu tomei um café. Depois da novela global, deitamos e dormimos...
Por volta de 1hora da manhã, o Gui já acorda vomitando. Botou todo o miojo pra fora... Em mim, na cama, no corredor, na rua... aff. A sorte que minha sogra já tinha chegado e foi limpando tudo enquanto eu entrava no chuveiro com ele... Pois o Ale ficou meio que "paralisado" e assustado, sem saber o que fazer.
Passado o susto, voltamos a dormir e o Gui emendou até as 9:30 da manhã do outro dia e acordou super bem...
E no sábado estava muito quente por lá... Então vejam com os próprios olhos se o Gui aproveitou...



O boi faz búúúúúú






Eu quero entrar no rio, poxa!!!



Mas o Papai também havia comido o miojo e também passou mal. Deu uma infecção intestinal tremenda, com muita cólica. Mal conseguia aproveitar o riacho com o Gui. Nem pensar em ir a praia.
Tudo bem, aproveitamos por aqui mesmo... No sábado a noite o Ale teve febre e eu comecei a reviver o pesadelo do Ano novo e a idéia de ir embora começou a me parecer muito boa. Mas o Ale estava irredutível, pois mesmo sem irmos a praia como planejado, o Guilherme estava se divertindo muito.
Mas na madrugada de domingo para segunda, desabou o maior toró de água dos céus, com vento e ficamos sem luz das 24:00 as 4:30 da manhã. No interior, casa abafadérrima, um calor infernal e se abrir a janela, os mosquitos te devoram... Guilherme dormiu muito mal por causa do calor, se debatia e choramingava, apesar de estar apenas de fralda... Alias ninguem dormiu, não tinha como. E eu estava computando a 3ª noite mal dormida...
Decretei ao Ale que deveriamos ir embora na segunda mesmo. Até porque ele não melhorava e eu achava prudente que ele fosse visto por um médico e tomasse um soro.
Na segunda a tardinha, levantamos acampamento e viemos embora antecipadamente.
Na terça feira o Papai acordou super bem disposto, nem parecia que tinha ficado mal por três dias, e com o calor medonho que fazia em Porto Alegre, resolveu lavar o carro com o Guilherme. Eu já prevendo o que aconteceria (a molhaçada generalizada) trouxe a piscina da sacada e coloquei no pátio. Não deu outra, depois que lavaram o carro, se refrescaram os dois na piscina enquanto eu desfazia a mala e colocava a casa em ordem....\0/ \0/ Equipe funcionando bem.
E nosso feriado foi assim, apesar de não termos feito tudo como planejamos, o feriado foi MUITO BOM!!!!!
Agora é contagem regressiva para o aniversário... Ultimos detalhes se definindo e rezando para dar tudo certo...
Se eu me ausentar pelos próximos dias, me perdoem, prometo tentar ao máximo não abandonar o nosso blog, nem os blogs dazamigas...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O Grande Dia!!!!

Há exatamente dois anos atrás, era uma segunda feira de carnaval. Relógio tocou as 6:30 e papai levantou-se para trabalhar. Mamãe já estava no sofá desde as 4 curtindo o corujão, pois vc já tinha acordado e teimava em trancar o pé na minha costela. Depois que Papai saiu, voltamos pra cama... Resolvi que não faria nada nesse dia. Apenas nos curtiríamos.
Conversei bastante com vc, afinal já não aguentava mais de vontade de te conhecer... Pedi para que vc viesse logo ao meu encontro... Mas acho que vc dormiu, ficou bem quietinho do lado direito, todo encolhidinho... Se eu fechar meus olhos ainda posso sentir o carocinho que vc formava em minha barriga...
Chovia. A internet não me oferecia mais nenhuma novidade... 40 semanas já estavam completas. Mas cadê vc??? Nada, dormindo....
Por volta de 4 da tarde, fiz uma pergunta no site do e-familynet, se mais alguém já estava de 40 semanas, esperando o parto normal e o bebê não se movia... Em pleno carnaval, as respostas não vieram. Resolvi descer e tomar um banho e colocar outro pijama...
Voltei do banho, olhei suas coisas caprichosamente arrumadas e vc continuava dormindo, pensei em comer algo, mas a preguiça não deixou.
Por volta de 6 da tarde, Papai chegou. Desci as escadas para abrir a porta pra ele e quando cheguei na porta, senti que umedeci minha roupa... Na hora pensei “PQP... só falta eu começar a me mijar agora”...
Papai já ficou todo ouriçado, eu o tranquilizei, pois não sentia absolutamente nada... Deve ser o peso da barriga, argumentei. Tomei outro banho, troquei de roupa e subi para o quarto.
Ele caminhava de um lado para outro, juntando coisas que “supostamente” levaríamos ao hospital... Disse a ele, “calma, não sinto nada... Deve ser escape de urina” e me sentei na cama.
Quando sentei, roupa molhada de novo... Ai que saco. Esse foi meu pensamento. Vai pro chuveiro de novo. Quando sai do chuveiro, ele já ligava para Dra. Kenya. Papai foi mais sensível do que eu, pois já estava prevendo o que estava acontecendo... Ele me passou o telefone enquanto eu ouvia ela dizer que deveríamos ir até o hospital em que ela fazia plantão, pois ela achava prudente me ver... Desci as escadas e dou de cara com teu pai e o nariz enfiado na garrafa de água sanitária, afinal ele sabia que o liquido tinha cheiro de água sanitária... Só teu pai mesmo...
Liguei pra vovó e disse que estávamos indo passear no hospital, pois a mamãe ainda não acreditava que estava na hora... Deveria ser perto das 7:30 da noite...
Chegamos ao hospital e a Dra. Kenya nos examinou e disse “bolsa rota”...
Que legal... agora virão as dores??? Não as dores não vieram... Conversamos, ponderamos as opções e perguntei a ela... Se fosse vc, Kenya?? O que faria???
Ela foi sincera e me disse que não queria me judiar a noite inteira e ter de fazer a cesárea na manhã seguinte, pois a dilatação era zero...
Então tá... fazer o que, vc não quis vir de parto normal... Você é quem manda... Ligamos pra vovó, passamos em casa para pegar tuas coisinhas e fomos rumo ao hospital Divina Providência, o qual mamãe e papai haviam escolhido a dedo...
Lembro da dinda entrando no carro histérica dizendo que não poderia amassar a almofadinha bordada que seria pendurada na sua porta. Por mais difícil que pareça acreditar, eu era um poço de tranquilidade entre pessoas a beira de um ataque de nervos. Tua chegada estava marcada para as 10 da noite.
Hospital totalmente parado, quando entrei na porta, veio o guarda com uma cadeira de rodas... Lhe respondi que não precisava, eu iria andando, quem sabe ainda dava tempo de dilatar...
Chegamos ao 4º andar, vovó, dinda, eu e vc, pois papai ficou preenchendo os papeis da baixa. Preenchemos mais alguns e me lembrei da maquina fotográfica, pedi a enfermeira que fosse avisar a família do lado de fora... teu pai volta correndo pro carro pegar...
Será que só eu estou calma?? Parece que sim... A equipe já me esperava. Me colocaram na salinha de preparo, me deram a camisola “bonitinha”, uma sonda e o soro... veio a anestesista conversar comigo e me explicar como seria tudo. Nesse momento entra teu pai esbaforido na sala e de roupa trocada... Acho que ele estava muito nervoso... 9:45 da noite chegam a dra. Kenya e o Dr. Marcelo... Agora não tínhamos mais como fugir... O maior Show da minha vida iria começar.

Pontualmente as 10 da noite nos levaram para a sala de parto. Conversei com vc, pois havia aprendido no curso de gestante, que no caso de uma cesárea é bom conversar com a criança a fim de que ela esteja acordada na hora do parto, para o susto ser menor, se é que isto é possível.
Na sala de parto, lembro de os médicos falando da loucura que deveria estar na praia, enquanto ali naquele hospital era um marasmo. A enfermeira chegou a dizer a mim, que bom que vc veio, pois sem pacientes a noite se torna muito longa...
De repente a Kenya diz apenas... “mas olha aqui”. Imediatamente levantei a cabeça e tentei olhar também... Mas fui impedida pela anestesista. Vi ela dizer ao Marcelo que havia duas voltas na cervical... E eu sabia o que isso significava... Significava que teu anjinho da guarda não havia deixado vc nascer de parto normal... Acho que era a mão dele que segurava minha dilatação com todas as forças...
Kenya pediu para a anestesista te empurrar, pois vc havia subido, senti tudo se amontoar na altura de meu peito... Mas continuava calma...
Então te desenrolaram e exatamente as 10:18 vc nascia... mas junto com vc nascia nossa família. A realização maior do nosso sonho... Uma coisa que teu pai e eu desejamos com todas as nossas forças e corremos atrás exaustivamente por dois anos... planejamos, sonhamos e naquele exato momento estava se realizando...
Não ouvi teu choro, mas teu pai continuava a fotografar e apesar da mascara, podia ver que ele estava sorrindo... Me assustei quando vi o Marcelo passar contigo nos braços, empurrei teu pai e disse: “vai atrás”. Mas não foi preciso. Quando chegaram a porta, Marcelo conseguiu te desengasgar e já te trouxe de volta para mim, eu ouvi teu choro...
Eu quase não conseguia te ver, tamanha quantidade de lágrimas que havia em meus olhos... Te segurei bem forte e vc parou de chorar. A anestesista pediu pro papai tirar a mascara, mas ninguém olhou para a foto que ela tentou tirar com a maior boa vontade... Estávamos vidrados admirando nosso bem mais precioso....
Logo papai te levou para tomar banho e vestir a roupa verde que eu escolhi, passei e dobrei com todo o carinho, por diversas vezes...
Eu fui para a sala de espera, e assim fiquei te esperando, enquanto te arrumavam e as vovós e a dinda te conheciam pela janelinha. Papai veio tirar uma foto da mamãe para mostrar a vovó que eu estava bem... E eu já não aguentava mais de saudades...
Vc veio e a enfermeira me disse que iriamos tentar que vc mamasse... Nem precisou tentar, pegou de primeira e já foi sugando tudo. Se acomodou e dormiu.
As 3:30 da manhã subíamos para o quarto. E ninguém quis dormir, todos ficavam olhando o quanto vc era lindo. A vovó queria te pegar no colo, mas eu não queria soltar. Nascia ali a mãe mais egoísta do mundo... Afinal eu queria vc todinho pra mim. E como vc era lindo.
Neste dia comecei a ver um mundo diferente. A dar importância as coisas que realmente importam e a amar uma criatura de um jeito que eu nunca imaginei que pudesse existir. E descobri que ter um filho é tentar dirigir uma locomotiva que tem outro maquinista todos os dias... Existem dias muito bons, existem dias não tão bons, mas um sentimento reina em meus dias desde o dia 15 de fevereiro de 2010. AMOR INCONDICIONAL.
Eu podia continuar aqui escrevendo o dia todo... ou quem sabe por vários dias, pois vc tem muitas histórias para a mamãe contar.... o primeiro sorriso, o primeiro dente, o primeiro tombo, a cirurgia, o primeiro aniversário....
Mas no momento sou obrigada a parar para enxugar as lagrimas que teimam em não me deixar ver, exatamente igual ao momento que te colocaram em cima de mim pela primeira vez.

E antes de terminar o post de hoje, quero agradecer a DEUS por ter te posto na minha vida e ter dado SENTIDO aos meus dias, que há exatamente dois anos, passaram a ser TEUS.

TE AMO MEU FILHO.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O primeiro selinho.... A gente nunca esquece!!!!!

Hj, véspera do dia mais importante de minha vida... Ganhei presente!!!!!
E de uma amiga muito especial, afinal este foi o primeiro blog que encontrei na internet...
Brigada Débie, que é a mamãe da Batatinha... Ele veio num período do ano muito especial para mim...


E como a Débie disse, ele não tem muitas regras não... É só compartilhar com 10 blogs que eu achou "apaixonantes"


Então tá aqui amigas... Espero que fiquem tão felizes quanto eu fiquei...

1. A mamãe duplex Renata
2.  A mamãe de Gêmeos Ju do Amazonas
3. A outra Ju, mamãe de Gêmeos do Paraná
4. A Cris, mamãe RN
5. A sumidinha Jo, mamãe do Guilherme
6. A super duper mamãe Anne...
7. A Cléo, mamãe de Gemeos
8. A mamãe Andréia do lagartavirapupa
9. A Rafaela, mãe do primeiro filho
10.E minha amiga Fran que não é mamãe, mas é blogueira..


E amanhã é o grande dia!!!! E terá um post especial com certeza, regado a muitas emoções!!! Não percam.
beijos

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

O dia em que mudei de profissão

Há exatos dois anos atrás, mudei de profissão...
Mãe, apenas isso...

Tudo começou na sexta feira dia 06/02/10. 39 semanas de gestação (pelas minhas contas, afinal eu sabia quando tinha "feito o Gui") Dia de trabalho normal, mas muito calor em Porto Alegre... Uma discussão calorosa com um colega de trabalho (mentira, quase saimos no tapa mesmo) e a consulta com a Kenya no final da tarde...
Consultório médico, consulta de rotina, as mesmas perguntas, a mesma resposta, nada, eu só respondia NADA. Vamos ao exame. Primeiro, verificação de pressão e...... 18X12?!?!?!?!?!?!
Dra. taxativa, chama marido e diz: Sou a favor de trabalhar até o dia do parto, mas com essa pressão, vamos controlar, pode ser que seja necessário fazermos o parto ainda nesse findi se essa pressão persistir....
E eu ria, meio sem saber por que....Parei de prestar atenção nas instruções que ela dava ao Ale e me peguei só rindo da sua cara de assustado.... Quando uma frase me trouxe de volta a realidade...
Se ela insistir em ir trabalhar na segunda, me liga que vamos interná-la, quero ver ela trabalhar no hospital....

A Workaholik estava dominada....
Passou o final de semana todinho e nada de alteração de pressão novamente. Segunda feira e meu primeiro dia em casa. Algumas ligações da colega que ficou no meu lugar.... duas conectadas no sistema da empresa. E mais uma consulta no final da tarde... Ok o dia passou rapidinho e eu nem me dei conta...
Na terça, uma nf de importação me deixou conectada praticamente a manhã toda. A tarde fui na minha mãe e mais duas ligações, me mantiveram trabalhando home office.... Então chegou a quarta feira, dia 10/02, Minha mãe me liga bem cedo pra saber como havia passado a noite e saber se o netinho não quiz dar as caras... Contei que passei a noite como as ultimas, com o Gui acordando as 4 da manhã e me empurrando pro sofá da sala, para assistir ao corujão...
E foi só... o telefone não tocou, ninguem me chamou... a empresa não me ligou ... e o dia não passou....
Arrumei e desarrumei a malinha do Gui umas trocentas vezes. Pensei em dar uma voltinha, mas o barrigão me desencorajou. Carro??? não podia, já tinha 30 dias que estava proibida de dirigir, se a vontade fosse inevitável, a ordem era manobrar o carro dentro da garagem apenas.... Fora do portão NO!!!!

E nesse dia me dei conta de que era apenas Mãe a espera do rebento nascer....E os dias se tornaram longos.... E um medo de ser mãe ser chato cresceu dentro de mim.
Meus dias se resumiam a tomar banho, trocar o pijama, tomar café, ir até o site e-familynet, almoçar, outro banho, outro pijama, site.... soninho....
Quinta-feira, sexta, feira, sábado, dia 13... Gui acorda as 4 da manhã inspirado.... parecia minhoca.... as 7: 30 ligo pra minha mãe e digo que de hoje não passa, ou o Gui nasceria pela umbigo.... o dia passa e NADA... Domingo chato e parado novamente.... ai, que medo de ser mãe ser chato.....
Então chega a segunda -feira dia 15/2/10... E o Gui resolve nascer.... E eu começo a ter saudades daqueles dias parados....
Mas nesse mesmo dia, descobri a coisa mais maravilhosa de toda a minha vida....
A MARAVILHA QUE É SER MÃE!!!!!!!!! Medo de ser chato??? Essa palavra não existe na maternidade.... Chato passa ser apenas a definição de quem dá muito pitaco na vida no filhote.... Mãe e chato são opostos demais....


Essa mudança em minha vida, serviu para me dar novos sentidos... Muitas vezes pus meu trabalho a frente de todo o resto. Tanto que durante toda a minha gravidez, mantive a idéia de não cumprir a licença completa... acabei cumprido todinha e pedindo mais um mês de férias. E chorei muito no dia da volta ao trabalho... Claro que não deixei de trabalhar. Mas digo que mudei de profissão, devido a mudança nas prioridades de minha vida... Nem preciso dizer QUEM é prioridade agora né??
Nostálgico???? Pode ser a proximidade do dia 15/2. O dia mais feliz de minha história.... e olha essa carinha... Tem como não ser?????









um beijo e bom final de semana!!!!!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Blogagem coletiva e fotos!!!

Minhas amigas Mamatraqueiras, propuseram uma blogagem coletiva sobre o parto do Blog.
Pois bem, eu como sempre atrasada...
Redigi meu texto ontem, mas não postei pois queria dar uma revisada no texto. E meu dia na empresa foi muito tumultuado. Por isso resolvi deixar para fazê-lo em casa, postar no blog e junto as fotos do Gui no face, como havia prometido...
Então que a pobre mortal aqui arruma um tempinho para sentar na frente do computador e descobre que?????
ESTÁ SEM INTERNET....
Ai que raiva...
Em função disso, acredito que eu não possa participar do sorteio, mas mesmo assim, vou compartilhar a história do Blog...


Tudo começou quando em agosto do ano passado e o Gui com mais de 1 ano já, descobrimos que ele deveria fazer uma cirurgia na língua para soltar o freio...
Recebi do nosso pediatra o nome de um cirurgião (Dr. Fraga) e a seguinte recomendação: "Se um dos meus filhos precisasse de cirurgia, quem operia seria o Fraga".
Cheguei em casa e fui direto ao Dr. Google "levantar a ficha" do tal médico que colocaria a mão no meu filho. Afinal ninguem além do Dr. Marcelo já havia o feito...
Então descobri o consultorio, o telefone, o currículo.... e o blog da Batatinha que nasceu com uma doença gravíssima e a recomendação de ser operada por esse médico por ele ser o "Simple the Best".
E cabeça de mãe é uma coisa absurda... Pirei literalmente achando que o Marcelo tinha mandado o Gui pro Fraga, por ter algo muito grave e que não quiz me contar...
Coisa louca e absurda?? Com certeza, mas me fez devorar o blog da Débie do inicio ao fim.
E junto com isso, comecei a ler os blogs que a Débie acompanhava também... E a me apaixonar pelas histórias e a me consolar quando achava que tava fazendo tudo errado lá em casa. Pois lia os relatos de mamães que tinham dois ou tres e até 4 filhos, e vidas normais... Então colocava na minha cabeça que se essas mães podiam ser felizes, eu tinha a obrigação de ser também com meu filho.
No inicio fazia tudo isso anônimamente, sem nunca comentar, apenas espionando os blogs, me emocionando, mas não sabia como a "logistica da blogosfera" funcionava... Não sabia que a gente podia entrar SEM pedir...
Até que um dia resolvi comentar.... E mais um e mais um.... fui entrando aos poucos...
E simplesmente comentar e ler as outras histórias já não era suficiente pra mim. Já tinha escrito algumas vezes ao site Meu Filho, de Zero Hora e sempre que escrevia a eles, era publicado.
Então pensei: "acho que sou capaz de manter um... acho que alguem pode se interessar por nossas histórias... e o que me deu o Start. Quando o Gui me perguntar depois de grande, quando aconteceu tal coisa, tenho onde procurar...."
Pronto, começava a gestação. Mas eu ainda não sabia como começar... Mas notava que já estava conquistando amigas mães que viviam as mesmas dúvidas e tinham os mesmos devaneios que eu...
Então depois de aproximandamente 10 dias pensando em "como começar", resolvi me deixar levar.

E foi assim que o blog nasceu, sem pretensão de seguidores, sem ficar doida olhando as estatísticas... Apenas com a vontade de ter onde desabafar, ser compreendida (ou julgada), estreitar algumas amizades que já estavam surgindo na blogosfera e para o Gui morrer de rir e ter vontade de me matar no futuro...
Mas como o nome do site já diz e quem acompanha sabe que é a mais PURA VERDADE... A mamãe aqui vive cheia de DÚVIDAS e inventa os piores DEVANEIOS que uma mãe doida possa imaginar...
E só posso agradecer a essa turma tão queria que me acolheu de braços abertos... um beijo especial para a Débie e para a Rê (mãe dos fofos Raul e Carol) que muito me ajudaram e se tornaram grandes amigas...

E foi assim, o resto, vcs já sabem né....


Agora, com exclusividade (mentira, ja postei no Face) e depois de inúmeros pedidos (mentira, foi apenas um), seguem algumas fotos do Meu PITOCO a razão de meu viver aqui na Terra e aqui na Blogosfera...









 

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Namorando? Será??

É minha gente, ontem final de tarde a mamãe chega em casa com o filhote...
O filhote resolve pegar uma garrafinha dágua e (afogar) molhar as plantas da mamãe.
A vizinha da frente um pouco mais velha (ela fez 2 anos em setembro) abana pro filhote, que todo serelepe abana de volta e manda beijos....
A vizinha chora e pede pra mamãe dela pra vir brincar na casa do “menino”.
A mamãe dela atende, afinal são duas crianças inocentes querendo brincar... E as duas vem até minha casa para as crianças brincarem.

Então a menininha em questão se senta no murinho da grade e arruma seu belo vestidinho, fazendo charme.... E o pitoco serelepe senta-se do lado dela e coloca as mãozinhas sobre os joelhos.
O pitoco dá uma “chegadinha” pro lado e senta bem juntinho dela.... E ela sem deixar ninguém pensar, dá uma abraço daqueles de “upa” no pitoco....com toda a força!!!!!

Pronto, foi o suficiente para o Guilherme aflorar todos os seus hormônios... A partir daí o Guilherme enchia a sua garrafinha com água e levava pra ela. O Guilherme corria e brincava na volta dela... e ela, claro, correspondia com risadas e olhares de felicidade... Oh fase boa !!! Inocência de criança. Os dois transbordavam de felicidade. E nós três (Ale, eu e a mãe dela) riamos da felicidade deles e ficamos meio embasbacados sem saber como agir.... Mas era muito bonitinho de ver, minha gente...
Ainda comentamos que se o pai dela visse a cena, o Guilherme teria problemas... Mas ele não viu, há.... então deixa eles “namorarem” hahahaha.
Mas infelizmente antes mesmo de ela ir embora, o “namoro” deu divórcio... enquanto ele estava dando seus brinquedos a ela, estava tudo bem, mas quando ela começou a pegar os brinquedos e não esperar que ele desse a ela, a coisa começou a engrossar um pouco.
Mas ainda assim continuaram brincando, não com tanta intimidade, mas continuaram brincando juntos... E chegou a hora de ela ir embora... e teve reclamação dos dois lados... Mas pela proximidade deles, acho que esse é apenas o primeiro capítulo de muitos que virão... O Ale sempre foi muito amigo do pai dela, cresceram juntos e várias vezes mesmo antes de eu saber o sexo do Guilherme, eles já faziam planos de os dois bebês irem para a mesma escola, para que um cuidasse do outro.
Agora nosso próximo passo, vai ser levar a Cibele na pracinha dos patinhos que costumamos levar o Gui. Os dois adoram bichinhos... Mais um passo para que a amizade (ou namoro, Deus que o Adair não leia) se fortaleça.... Prometido, hein Damiana???
 Coisa muito linda mesmo gentem.... Fotos??? A mãe aqui já falou que ficou embasbacada e não registrou.... Mas são nesses pequenos atos que noto que ele realmente está crescendo... Será que já to virando sogra????? Te prepara que vou ser megera hein????


Mais a noite depois da janta, o Guilherme arrancou lágrimas dos olhos do Papai. O Ale sempre foi viciado em vídeo-game. Mas o vício ficou meio de lado, depois que o Guilherme nasceu... Mas ontem ele chegou um pouco mais cedo em casa e conseguiu atualizar seu vídeo game... quando ia começar a jogar, chegamos em casa... Ai veio a Cibele e o Papai acabou ficando na vontade...
Mas depois da janta, os dois subiram pro quarto e eu fiquei na cozinha, quando eu ouço o Gui dizendo “brum brum papai...” todo empolgado.
O Ale tava fazendo uma corrida com o Gui no colo... e o Gui na maior empolgação torcendo pro Papai.... Mas o Papai esta fora de forma e tava “tomando um laço”... A mamãe metida, disse pro Gui... “Papai ta perdendo, ajuda ele Gui...”

O guri desce correndo do colo, vai até seu quarto... e pega o controle remoto do carrinho, volta pro colo do Papai e começa a “dirigir” no controle remoto do carrinho, como se realmente estivesse ajudando o papai.....
O Ale se emocionou com a atitude do Gui.... Se perdeu na curva e foi direto ao muro literalmente.... Eu amassei e mordi muito meu pequeno... tamanha sua fofurice... E ele coitado, olhava para nós dois e não entendia porque ninguém continuava tentando, “paxa brum brum”.... hahahaha....
Ai é muito bom, como pode uma coisinha tão pequena ter tanta “fofurice”?? Semear tanto amor????
Como diz a minha amiga Rê, “Como é bom morrer de amor e continuar vivendo...” Adoro a frase amiga... e perdoa o plágio tá???

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Terrible Green?!?!?!

Pois é minha gente, uma nova fase se inicia lá em casa com um novo morador...
Descobri esse novo super-heroi na sexta feira, dia 03/02 quando cheguei em casa após o trabalho.
Pedi pro Ale pegar o Gui na casa da minha mãe, visto que eu me atrasaria na saída da empresa. E com o calor que fazia em Porto Alegre, o Ale foi até a sacada, encheu o colchão inflável e ficaram os dois, lagarteando, deitadinhos sem camisa, curtindo a brisa.
Segundo relato do pai, que jura de pés juntos que não teve participação nenhuma e foi tudo mera criatividade do pequeno (e a mãe aqui jura que acredita) o Gui levantou-se do colchão, pegou a regata do pai, engatou a cava da manga na cabeça e começou a correr pela sacada, como se estivesse “voando”. Dava meia volta e corria em direção ao colchão e se atirava sobre ele e morria de rir.
Quando chego em casa, normalmente ele vem ao meu encontro pegar uma “caroninha” enquanto manobro o carro. Mas na sexta não havia ninguém a minha espera... Entrei em casa esperando que o Guilherme estivesse na troca de fraldas, mas não... Diante do absoluto silencio em casa, fui até a sacada e me deparo com essa cena....




E agora quem poderá me defender?????

Fico ainda fingindo creditando que o papai não teve participação nisso...

Agora sobre as coisas práticas.... O convite no aniversário ficou pronto.... Aprovei o lay out no sábado... Agora é só esperar a impressão que deve sair quarta ou quinta.... A expectativa é para ver o resultado do Boock... A prévia me deixou bastante satisfeita... Mas quero logo tê-lo em mãos. Então compartilho com vcs...
Pro aniver dele, não vamos contratar fotografo... As fotos do 1º aninho foram maravilhosas, mas o custo é alto e acaba que o Gui fica envergonhado de um “estranho” estar o tempo inteiro atrás dele. Como já era de nossa intenção trocar a maquina fotográfica, decidimos investir um pouco mais e comprar uma semi-profissional. Contaremos com a ajuda da Dinda Carla e da querida amiga Fran que se encarregarão de tirar as fotos pra gente. Esperamos que ele fique mais a vontade tendo somente conhecidos a sua volta... Espero que dê certo...
Essa semana pretendo escolher os tipos de salgadinhos.... E aos poucos as coisas vão se encaminhando... UFA, acho que dará tempo de tudo....

Se por aqui, ando produzindo pouco, lá em casa estão todos a mil...Inclusive a criatividade do pequeno....



Uma boa semana a todos!!!!